MORREU DE PLANILHA

“É perigosa (a apresentação em PowerPoint) porque podemos criar a ilusão do entendimento e a ilusão do controle. Alguns problemas no mundo não são bulletizáveis.”

General McMaster, Exército EUA.

Eu costumo dizer que é chato quando alguém começa a falar dizendo eu costumo dizer. O Seth Godin de hoje me levou até as tendas do Afeganistão, passando pela redação do New York Times, e de lá aqui para os escritórios de algumas corporações e agências de propaganda em Curitiba. Ele fala sobre como as apresentações de PowerPoint têm um efeito colateral no mínimo estupidificante.

Quando li isso, lembrei na hora da Galera da Planilha. Lembrei na hora do que eu costumo pensar e dizer sobre esse pessoal que toca o horror pelas salas de reunião desse mundão de deus. O pessoal que tem sempre tudo sob controle. E de cujo controle tudo acaba fugindo, diariamente. As executivas estressadas, os executivos com gastrite, todos sem tempo a perder, gerenciando com mão de ferro e Olho de Sauron para tirar o máximo de vantagens de suas relações ganha-ganha.

Planilha, PowerPoint, McDonald’s, sal, açúcar branco, trigo branco, vídeo games, seriados de TV estadunidenses, leite e derivados, maconha, suco de limão, anúncio com oferta, chocolate, whisky, costela de boi no espeto – tudo é remédio, tudo é veneno, depende só da medida. De como a gente usa. Quando a lógica se inverte e, em vez dos humanos, a planilha é quem manda, “a bolsa olha pra mim e eu tenho que comprar”, aí tudo vira uma droga.

Sim, precisamos de organizar os fluxos de trabalho. Mas planilha, hoje, em certos círculos, é uma droga pesada, que anda matando geral por aí.

Eu não costumo dizer que concordo com militares norte-americanos. Mas esse diagrama foi apresentado ao líder das forças da OTAN em Kabul, no ano passado, Gen. Stanley A. McChrystal, que disparou: “Quando a gente entender esse diagrama, já vai ter ganho a guerra.”

Vejam como o esquema contém tudo. Supostamente, está tudo sob controle. Será?

Será que eles explicaram isso pros alemão?

Legenda do gráfico:

ESTABILIDADE NO AFEGANISTÃO / DINÂMICAS DE CONTRA-INSURGÊNCIA

Azul:

ANSF (FNSA) Forças Nacionais de Segurança do Afeganistão – Tático

ANSF (FNSA) Forças Nacionais de Segurança do Afeganistão – Institucional

Preto:

Prioridades e Capacidades da Coalisão

Apoio Doméstico à Coalisão

Azul claro:

Governo Central

Capacidade Geral do Governo

Tribal Governance

Verde:

Condições e Credos da População

Apoio Popular

Verde claro:

Infra-estrutura, Serviços e Economia

Laranja:

Narcóticos

Vermelho:

Insurgentes

Apoio Externo a Facções Estrangeiras

R

Anúncios

8 comentários em “MORREU DE PLANILHA

Adicione o seu

    1. pode crê, Boris! a propósito: tô trabalhando no lançamento de um lugar bbem legal que vai abrir na cidade, o Brooklyn Coffee Shop, e dos vários conceitos que eu propus, eles aprovaram um muito massa: Brooklyn Coffee Shop. Simples. Excelente. Café. que tal? Valeu a presença! Abrax!

  1. Esse artigo do New York Times foi mesmo de arrepiar. Anos atras li um ensaio que mostrava o processo de decisao de usarem a bomba atomica no Japao durante a Segunda Guerra. E ia por aih… uma serie de discussoes, medidas, reunioes, burocracias, e analises tao grande que ninguem no fundo poderia ser culpado do que aconteceu… Tudo isso sob a ilusao de ordem, de diretriz, de racionalidade… Enfim…

    Rico, eh legal o blog, interessante ouvir voce falando “serio”, hehe… Queria saber porque decidiu escreve-lo soh agora…

    1. Poxa, Zolariestek (quase postei um comentário que citava o Stalker um dia desses…)! Agradeço suas palavrístik! Só agora… Só agora… Também não sei porque só agora… Por que não consegui antes, porque não aguentei até depois… Spaciba, Senhoristik Solaristik!

  2. Great Ricardo!!..:)
    Eu , uma corporate person..:) Conheco bem os efeitos ‘maleficos’ dos Power Points e Excels..:)
    Tambem sou ‘adepta’ do equilibrio e do uso ‘sensible’ das ferramentas disponiveis no planeta..mas a gente ve cada coisa…:)) Jah era dos meus tempos de TV a frase: O papel aceita tudo..:)
    Pura verdade!! By the way…que BOM que vc tem um blog!!! Sou fa!..x Lu

    1. que massa! seja bem-vinda! gracias por la delicadeza de comentar y pelo calor del comentário! a propósito: andei lendo essa semana, emprestado do Rodrigo Jardim, duas histórias de um tal de B.Traven. Você já leu? Conhece? Achei bom demais. O cara parece que era europeu e se mudou pro México no início do século passado, e teve várias identidades… e escreveu O Visitante Noturno e Macario. Vale a pena! Valeu a presença, Luciana! Abração e manda brasa aí! Vê se faz a cabeça dos cabeça do maior banco do mundo aí!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: