Deuz ilimine o sinhô, Senadô

Hoje é o Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil. Dê um Google e confira.

Mas ontem eu ouvi no rádio do carro que 23 de fevereiro é o Dia da Sedução. Não faço ideia de por que razão isso existe. Será um dia consagrado pelos católicos em homenagem à serpente do Jardim do Éden?

De qualquer forma, ter ouvido isso e o áudio do reptiliano Senador Jucá explicando que o foro privilegiado é uma suruba onde ele quer que todos entrem me iluminou para escrever meu segundo post da nova temporada.

00_24_de_fevereiro_voto_feminino_2b

Uma das histórias que meu pai conta de quando ele morava no Rio de Janeiro, nos anos 1950 pra 60, é a de que uma vez ele estava na praia de Copacabana, e a Luz Del Fuego estava na praia também.

Luz Del Fuego era essa mulher à frente do seu tempo. Símbolo sexual, símbolo de liberdade e potência feminina, ela foi vedete do teatro de revista, onde se apresentava nua, coberta apenas por suas duas jiboias. Foi presa, foi solta, escreveu livros, fundou um partido, tinha brevê para pilotar aviões. Isso lá nos os anos 1940 e 50.

Sabe por que o Dia do Naturismo é celebrado dia 21 de fevereiro? Porque é o dia do aniversário da Luz Del Fuego.

Sabe por que ela morreu? Há controvérsias. A história oficial é que dois pescadores, que haviam trabalhado em uma obra em sua casa assassinaram-na pra roubar umas quinquilharias.

Nesse momento ela já não morava no Espírito Santo, onde nasceu, mas sim em uma ilha na baía da Guanabara, que ela arrendou da Marinha Brasileira e nomeou de Ilha do Sol.

Sua fama correu o mundo. A ilha se tornou uma espécie de comunidade alternativa, naturista. Dizem que Steve McQueen esteve lá.

luzdelfuegorevista

Ela tinha boas relações, talvez sexuais, com vários figurões da época, incluindo militares e políticos importantes. Seu cachorro se chamava Carlos Lacerda. Tinha um diário também, onde parece que anotava coisas.

Os assassinos dela, um morreu na cadeia, outro em uma emboscada.

O diário sumiu.

Lembrei do caderninho que o Eduardo Cunha deve ter.

Lembrei do episódio das mensagens de celular que um hacker trocou com a primeira dama Marcela Temer.

Lembrei de como o Teori Zavascki saiu de cena.

tragico

Meu pai conta que ela estava deitada de bruços, sem a parte de cima do biquíni. E ele, simbolizando a eterna bobice masculina, ficava disfarçando e olhando, meio que se torcendo discretamente pra ver se quando ela se movimentasse daria pra ver alguma coisa proibida.

As cobras não estavam com ela nessa ocasião.

Save

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: